quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Lu Linda como a Rosa!

Homens bonitos,inteligentes e voce sabe oque mais,

esse é ele, e o meu tbm, e é por isso que a gente ama e odeia eles. A gente ama porque eles têm um jeito de dobrar a nossa dureza e retidão com delicadeza e sentimento. Sempre que a gente está pronta pra dizer que "agora chega", "porque isso passou de todos os limites" eles vêm com esse jeitinho pra amolecer o coração.
A gente só não pode deixar que eles sapateiem, porque quem tem o poder tem a tendência inevitável de abusar dele.
Quanto ao teu sentimento, deixe ele gritar. Vc não tem que achar ou fazer que tudo bem agora porque agora pra ele é hora de ficar bem com vc. Fique bem com ele quando esse sentimento se acalmar ou se transformar em outra coisa. mas não passe por cima dele. não por ele. Não mais uma vez.


beijos amiga

quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

agora, to querendo só voce
um banho quente e um copo de coca cola, dispenso cerimonia.

eu vou bem com meus olhos de ressaca que Deus me deu, bem alegre, good vibrations, tudo indo bem, na santa paz como deve ser, sempre sempre!

Se você quer me seguir, não é seguro
Você não quer me trancar num quarto escuro
Às vezes parece até que a gente deu um nó
Hoje eu quero sair só


Você não vai me acertar à queima-roupa
Vem cá, me deixa fugir, me beija a boca
Às vezes parece até que a gente deu um nó
Hoje eu quero sair só
Não demora eu tô de volta


Tchau!
Vai ver se eu estou lá na esquina, devo estar
Tchau!
Já deu minha hora e eu não posso ficar
Tchau!
A lua me chama, eu tenho que ir pra rua
Tchau!
A lua me chama, eu tenho que ir pra rua

_
Hoje eu quero sair só... |
Hoje eu quero sair... só | nesse trecho volta pra tablatura da introdução!
Hoje eu quero sair só... |
hum... _|

Você não vai me acertar à queima-roupa
Vem cá, me deixa fugir, me beija a boca
Às vezes parece até que a gente deu um nó
Hoje eu quero sair só
Não demora eu tô de volta


Tchau!
Vai ver se eu estou lá na esquina, devo estar
Tchau!
Já deu minha hora e eu não posso ficar
Tchau!
A lua me chama, eu tenho que ir pra rua
Tchau!
A lua me chama, eu tenho que ir pra rua
Tchau!
Vai ver se eu estou lá na esquina, devo estar
Tchau!
Já deu minha hora e eu não posso ficar
Tchau!
A lua me chama, eu tenho que ir pra rua
Tchau!
A lua me chama, me chama...

_
Hoje eu quero sair só... |
Hoje eu quero sair... só |
Hoje eu quero sair só... |
hum... _|

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Porque eu te reencontrei quando já não acreditava que ia encotrar alguém que fosse tao parecido comigo, quando achava que não havia alguém tão imperfeito para o mundo e tão perfeito pra mim.
Porque conseguimos ficar a noite inteira conversando e tomando agua gelada e sem perceber o tempo passar. Porque ficamos algumas vezes trancados no quarto e nos bastavam apenas alguns canais de fofoca,meia garrafa de coca cola e nenhum pacote de pipoca. Porque voce nao gosta que eu me adone do controle remoto e eu percebo isso e mesmo assim voce nao reclama.
Porque voce comprou chocolate pra mim só porque eu fiz uma cara de pidona quando ja estava pronto para arrancar o carro. Porque sempre temos assunto. Porque voce nao fica comentando o dia que me viu descendo aquela escada. Porque o assunto ainda não acabou. Porque você também sentiu as mesmas coisas, e disfarçou do mesmo jeito, quando nos encontramos pela primeira terceira vez há 4 anos.

Porque você não se importa com nossas diferenças de humor e até faz piada com elas. Porque você é brigao, como eu.e ciumento. Porque você me entende com muito esforço. Porque é tão parecido comigo em certas coisas e tão diferente em outras tantas. Porque deixa o ar condicionado ligado a noite inteira , só pra não me matar de calor. Porque agüenta as minhas insanidades , e até brinca com elas. Porque você acorda sempre depois de mim e fica resmungando depois que nao podia ter acordado tao tarde, que fala que eu sou culpada.

Porque sempre fica me espiando tomar banho. Sempre fica me espiando, sempre me pega desprevinida,dançando, olhando no espelho e eu fico toda constrangida. Porque as vezes eu finjo que estou dormindo so pra você me acordar com beijos e paciência, e eu consegui entender,e em vinte e cinco anos de idade descobrir que so ao teu lado consigo modificar meu mau - humor matinal.Porque você me abraça e me protege quando a gente dorme.

Porque você me abraça e me protege o tempo todo. Porque você é mais sincero e honesto do que qualquer pessoa que eu conheça, em todos os sentidos, e sem ser chato. Porque você é bom de verdade, sem achar que isso vai te dar o céu ou te livrar do inferno numa hipotética vida após a vida. Porque você ainda é diferente e sensível aos 32. Porque podemos falar de mitologia e signos – nesse caso, você fala e eu escuto -, filosofia, cinema, fofocar sobre atores das novelas ou contar piada. Porque você é quase sempre bem-humorado, gentil, educado e fofo. Porque você tem a boca mais delícia e macia e lindinha do mundo, mesmo quando dorme com ela aberta e ronca. Porque às vezes nós somos dois caminhoneiros, grossos com Ç, e mesmo assim você nunca fica horrorizado comigo nem deixa de me tratar como a sua menina. Porque às vezes você me trata como se fosse o seu melhor amigo menino,falamos de varios assuntos,coisas que meninos conversam.

Porque você nunca deixou de me achar gostosa e demonstrar isso, estivesse eu sem maquiagem, de cabelo preso,com cara de antes de ontem ou arrumadinha.Porque uma vez voce disse que parecia qeu eu ficava mais bonita de um dia pro outro. Porque você gosta quando eu rio com você mas não se importa se eu rio de você. Porque você também me acha engraçada e isso não te ameaça de forma nenhuma, alias, as vezes sim. Porque você às vezes acorda no meio da noite e fica com vontade de me abraçar, e me abraça mesmo eu estando dormindo, e eu falo a noite toda abraça eu.e voce nao reclama e abraça.Porque quando descobriu o lado que eu me virava na cama, mudou pra ele, porque sabia que eu ia ter que te abraçar a noite toda.

Porque você não liga que eu saia com voce com o esmalte roído nunca, o cabelo feio jamais, e não se importa de me beijar e depois ficar de batom, Porque você deixa eu pensar que opino na sua decisão se vai manter ou tirar a barba,se deve ou nao cortar o cabelo. Porque por mais que eu tente eu não consigo parar de te fazer cafuné quando esta dirigindo e olhando tv.

Porque voce me levou naquele scort ha quase dez anos atras pra aquela rua sem saida e fez eu perder o vestibular.Porque na verdade eu sempre tive medo de me apaixonar por voce. Porque pra falar serio eu não consigo nunca tirar as mãos de você. Porque você também não consegue tirar as mãos de mim. Porque até hoje ainda gostamos mais de conversar um com o outro e nos dois adoramos falar no telefone,porque eu adoro quando voce conversa com os meus amigos, mais adoro mais quando a gente fica conversando e beijando e falando um monte de besteiras, mas não ficamos emburradinhos se um dos dois engata uma conversa com outra pessoa. Porque quando eu olho pra você consigo ver a criança que você foi e o velho que vai se tornar, e adoro os dois também.Porque eu adoro dançar com voce.

Porque eu adoro brincar de conversar com sinais.Porque voce diz que eu pareço um homem e cafageste ainda por cima.Porque voce cozinha muito bem. Porque você não dá chilique quando eu digo que fulano é bonito, sicrano é interessante e que beltrano "tem cara de Homem".

Porque você nao confia muito em mim mas merece minha confiança. Porque você tem olhos verdes , mas não é por isso que eles são tão lindos. Porque por mais que eu escreva coisas aqui, eu nunca vou conseguir chegar a um centésimo das razões pelas quais eu até posso, mas não quero, não quero, não quero nunca nunca ficar tanto tempo sem te ver...


Sei que voce pode ser aquela pessoa que eu sempre quis ser se eu não fosse eu.



as palavras mais sábias, pensamentos mais interessantes, atitudes surpreendentes;
carinho mais doce, abraço aconchegante, olhar que fala;

adivinhar o próximo passo, frases claras ou subentendidas, mentiras mais sinceras e as verdades mais bem ditas;

noites que emendam com a madrugada, trocadilhos marcantes, segredos bem guardados;
perguntas e respostas inteligentes, arte de imaginar coisas intrigantes, dedicação, proteção, cuidado;

dançar e falar besteira, loucura mais invejável, inteligência inexplicável, pessoa que foi inventada.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

e no sonho voce veio e me deu um beijo daqueles de tirar o meu folego todinho e eu disse, nao poe todo peso, eu fico sem ar, que coisa seria....


Eu sabia que os dias que se seguiriam seriam mornos e cada vez mais distantes.

Sabia que os contatos seriam reduzidos, a intimidade calmamente dilacerada. Sabia que eu travaria e seria uma daquelas meninas que não gosto de ser, mas que não consigo estapear e mandar ficar em casa em alguns momentos da minha vida.

Aquela versão morna de mim mesma, sentada em cima do muro sem saber se pula pra dentro ou se sai correndo de uma vez pra fora das possibilidades. Sabia que eu voltaria àquela fase de pensar pelos menos dez vezes pra dar o ar da minha graça, culpa do medo de parecer vulnerável ou me sentir indesejada.

Sabia que o fim dependeria única e exclusivamente de mim, porque você deixaria as coisas nas minhas mãos, como eu sempre achei que voce faria.
Se eu disser que não, você balança a cabeça horizontalmente concordando comigo.
Se eu sumir, você pode até sentir, mas vai pensar o dobro de número de vezes pra aparecer.
Nosso lindo e louco romance será transformado em amizade, coleguismo, lembranças vagas do tempo em que nos divertimos e sentimos quando tivemos que ficar longe e achamos que iríamos ahcar estranho se assim continuasse, até que o tempo, o imprevisível tempo, ditasse as regras da nossa história e abrisse nossos olhos pro que realmente ainda tinha de vir.

E nós não seremos mais nós, porque a florzinha parou de receber água e morreu seca e esturricada por falta de cuidados. E minha dúvida travestida de certeza será confirmada após algumas semanas de saudade e ansiedade, sentimentos que me assolam desde o maldito dia de sol em que eu acreditei que nada ia nos separar, que nao iamos mais ficar tanto tempo tao distantes...

E eu tinha razão. Nada, a ausência de atitudes, de contato, de sentimentos, ia acabar nos afastando mesmo. E eu que nada posso fazer contra a certeza dos dias que se seguirão, fico por aqui, ansiando por estar errada.

E como eu já postei aqui mesmo e no recanto tambem eu sou só uma menina, estou longe de ser a mulher que gostaria. Porque se eu fosse uma mulher eu sairia voando agora pra te dar um abraço de meia hora e te dizer que está tudo bem. Mas eu estou com medo, sabe?

Tanto medo que hoje eu chorei na frente do espelho igual eu fazia quando era criança.

Chorei porque você me disse o que eu nem esperava ouvir numa hora em que eu estava de TPM e triste e carente e queria que voce me apertasse ate eu perder o ar como faz sempre e não o contrário.
Eu chorei porque tive medo, muito medo de que isso vire pó. Tive medo que você me esquecesse, tive medo que você sei la oque

Tive medo de ser mais uma, tive mais medo ainda de ser somente aquela lembrança da foto que você nem guarda mais porque te arrastaram do teu lugar e você nem pôde reclamar.

Tive medo de me sentir sozinha, tive medo de nunca mais te abraçar do jeito que eu adoro. Tive tantos medos.
Quando se trata de você eu sempre tenho muitos medos.
Aí eu abri a sua foto e fiquei olhando cuidadosamente, enquanto alguém cantava pertinho de mim que 'agora é só você quem me faz cantar'.
E quando as palavras fogem e eu preciso roubar as musicas dos outros, pra não parecer frágil, cantar é mais fácil e honesto..
.
Sozinho
Caetano Veloso
Composição: Peninha

Às vezes, no silêncio da noite
Eu fico imaginando nós dois
Eu fico ali sonhando acordado, juntando
O antes, o agora e o depois
Por que você me deixa tão solto?
Por que você não cola em mim?
Tô me sentindo muito sozinho!

Não sou nem quero ser o seu dono
É que um carinho às vezes cai bem
Eu tenho meus segredos e planos secretos
Só abro pra você mais ninguém
Por que você me esquece e some?
E se eu me interessar por alguém?
E se ela, de repente, me ganha?

Quando a gente gosta
É claro que a gente cuida
Fala que me ama
Só que é da boca pra fora
Ou você me engana
Ou não está madura
Onde está você agora?

Quando a gente gosta
É claro que a gente cuida
Fala que me ama
Só que é da boca pra fora
Ou você me engana
Ou não está madura
Onde está você agora?



sábado, 19 de janeiro de 2008

Tinga teu povo te ama


Hoje estou triste, mas não só triste
Estou tristissima, meu coraçãozinho dói ...
dói muito...
Meu cachorro Tinga foi embora
Eu sei que eu fui errada em abandona lo por tanto tempo, mas eu nao tinha como traze lo comigo e apesar da distancia eu sabia que ele estava bem cuidado.
Eu visitava ele as vezes, ele estava la cuidando na nossa casinha...

Ta doendo meu coração...

Ele sempre fazia festa quando me via, me acompanhava no chimarrao, no banho de sol, nas festas de aniversario, sempre deixava ele pertinho, vendo tudo.

O mano abria a porta do meu quarto demanha, a primeira coisa que ele fazia era empurrar a porta ir na ponta da cama e lamber meu rosto...

Puxava o lençol ate eu acordar, depois ia pro patio me esperar, pq ele sabe que eu tomo chimarrao todas as manhas quando acordo. Daí se eu demorava ele latia e voltava la no quarto.

Porque eu esticava as pernas e ficava em baixo pra ser apoio...
ele deitava do meu lado pra tomar banho de sol...

Eu falava um monte de coisas com ele, ate ingles, eu cantava pra ele,e quando eu dizia, vou embora ele chorava e so parava quando eu me abaixasse e passasse a mao nele...

Eu estou muito triste, porque ele sempre voltava, so que parece que sumiu a tres semanas e ninguem me contou.
E eu sei que ele foi embora porque esta triste comigo. Sentiu saudade, acho qeu eel foi me procurar e se perdeu.

OU desistiu de me esperar...
Eu sei que eu nunca mais vou ter um cachorro como ele, apesar de ele ser colorado eu amava ele, porque ele nunca me deixava sozinha, sentava na sala pra assistir tv comigo.
E eu colocava a musica aquela da escola de samba que fala Tinga teu povo te ama e ele uivava muito alto, ele é muito inteligente.

Eu estou sofrendo de saudades dele;
de verdade.
Tinga, meu pretinho, eu sei que tu é muito fiel e valente. e que tambem nao cumpri com a minha parte, mas tu não podia ser um pouco mais paciente e menos ciumento?
Desistiu tao rapido de mim...
Muitos anos . Muitas manhas...

Estou muito triste, meu coraçao ta doendo, nunca pensei que o tinga iria embora.


Aproveito para dizer que joguei a toalha...

fiquei fora de mim por alguns dias, carente, com saudade da minha mamaezinha, do meu paizinho, da laurinha do tinguinha...

fiz umas bobeirinhas,

mas agora acordei, triste, com saudade do meu au au, mas...

e se for mesmo assim

levou junto um pedaço de mim

podem me achar uma retardada, mas
fazia tempo que eu nao ficava tao abalada assim...
saudades tinguinha...
Vou cuidar da minha saude porque da minha vida, ja tem um tanto de gente cuidando...

Ai que coisinha mais boba....


Conheço uma assim ó


Nós nao precisamos saber pra onde vamos


nós só precisamos ir....

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Porque eu só vivo pensando em vc

Pensando Em Você
Babado Novo


Tava satisfeita em te ter como amigo
Mas o que será que aconteceu comigo?
Aonde foi que eu errei?
Às vezes me pergunto se eu não entendi errado
Grande amizade com estar apaixonado
Se for só isso logo vai passar
Mas quando toca o telefone será você?
O que estiver fazendo eu paro de fazer
E se fica muito tempo sem me ligar
Arranjo uma desculpa pra te procurar
Que tola mas eu não consigo evitar

Porque eu só vivo pensando em você
E é sem querer, você não sai da minha cabeça mais
Eu só vivo acordada a sonhar
Imaginar
Às vezes penso ser um sonho impossível
Uma ilusão terrível, será?
Hoje eu pedi tanto em oração
Que as portas do seu coração
Se abrissem pra eu te conquistar
Mas que seja feita a vontade de Deus
Se ele quiser, então, não importa quando, onde
Como eu vou ter seu coração.

Eu faço tudo pra chamar sua atenção
De vez em quando eu meto os pés pelas mãos
Engulo a seco o ciúme
Quando outra apaixonada quer tirar de mim sua atenção
Coração apaixonado é bobo
Sorriso seu ele derrete todo
O teu charme, teu olhar
Tua fala mansa me faz delirar
Mas quanta coisa aconteceu e foi dita
Qualquer mínimo detalhe era pista
Coisas que ficaram para trás
Coisas que você nem lembra mais
Mais eu guardo tudo aqui no meu peito
Tanto tempo estudando teu jeito
Tanto tempo esperando uma chance
Sonhei tanto com esse romance
Que tola mas eu não consigo evitar

Porque eu só vivo pensando em você
E é sem querer, você não sai da minha cabeça mais
Eu só vivo acordada a sonhar
Imaginar
Às vezes penso ser um sonho impossível
Uma ilusão terrível, será?
Hoje eu pedi tanto em oração
Que as portas do seu coração
Se abrissem pra eu te conquistar
Mas que seja feita a vontade de Deus
Se ele quiser, então, não importa quando, onde
Como eu vou ter seu coração!

TE QUERO

Tenho em mente só seguir em frente,
Esqueço quem sou e continuo não
Sabendo o que eu quero.

Estou carente, mas me leve a sério,
Se eu te chamo de amor então
Aproveite enquanto eu quero.

Se eu te quero,
Isso é tudo que eu sei.
Eu perco até minha memória
Pra ter que esquecer de tudo
Que eu sei que não encaixa
Com você.

Só pra dar certo,
Tudo pra acontecer.
Vamos fazer a nossa história
E trancar a sete chaves
Tudo aquilo que nos faz mal

Tudo só porque eu te quero tanto,
E juntos vamos ficando,
Eu vou levar a sério.

O teu feitiço me fez viver
Apenas dentro do presente tão
Limpo e sem mistério.

E eu te quero,
Isso é tudo que eu sei.
Eu perco até minha memória
Pra ter que esquecer de tudo
Que eu sei que não encaixa
Com você.

Só pra dar certo,
Tudo pra acontecer.
Vamos fazer a nossa história
E trancar a sete chaves
Tudo aquilo que nos fará
Sofrer.



ai aia aiaia
tudo errado

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008


Cazuza - Codinome Beija-Flor
Cazuza/Reinaldo Arias/Ezequiel Neves
Pra que mentir
Fingir que perdoou
Tentar ficar amigos sem rancor
A emoção acabou
Que coincidência é o amor
A nossa música nunca mais tocou

Pra que usar de tanta educação
Pra destilar terceiras intenções
Desperdiçando o meu mel
Devagarinho, flor em flor
Entre os meus inimigos, beija-flor


Eu protegi teu nome por amor
Em um codinome, Beija-flor
Não responda nunca, meu amor (nunca)
Pra qualquer um na rua, Beija-flor

Que só eu que podia
Dentro da tua orelha fria
Dizer segredos de liquidificador

Você sonhava acordada
Um jeito de não sentir dor
Prendia o choro e aguava o bom do amor
Prendia o choro e aguava o bom do amor

E de repente tudo ficou muito perto, muito possível. Já não é mais de se arregalar os olhos quando interesses distantes se cruzam, exatamente porque hoje a distância que vivemos nao separa apenas os corpos, mas tambem assensações. As vozes, as palavras surgindo instantaneamente, a imagem desfocada numa telinha 2X2, fermentam a massa daquilo que apenas esperava o momento certo pra crescer.

Essa virtualidade do mundo em que vivemos nos permite ser tudo que quisermos, mas a realidade bate à porta e frustra nossas promessas de eternidade.
Ali, por detrás daquela tela de letras, imagens e cores, escondem-se carroças de gente igual a todo mundo. Gente que ri de piadas sem graça, que chora suas mágoas no quarto escuro, que se cala diante de algo realmente desconcertante. Gente que toma um ônibus de manhã e esquenta a bunda oito horas num assento que sabe mais de si que seu próprio leito de sono.

Gente que se esforça pra escrever bonito, que maquia suas fotos pra parecer perfeito, que clica no search numa pesquisa pouco refinada, afinal, talvez o que se procura esteja bem mais longe do que se possa imaginar. E aí começam as estórias, novas estórias, muitas estórias preenchendo o imenso buraco que nossa alma oculta por não encontrar companhia.
E é estória com E mesmo, características dos contos de fadas. E essas estórias nada mais são que desculpas pra não parecer carente, argumentos pra provar pro mundo que se pode despertar o interesse de alguém tão longe.
Não é o primeiro. Talvez não seja o último.

Optei por escrever minha própria história quando vi possibilidades além daquelas conversas simples e casuais, imbuídas de segundas intenções. E a mim, naquele momento, o que menos importava era onde meu 'elixir da solidão sordida' poderia se abrigar.
Eu escolhi fazer minha ficção virar realidade, minha estória virar história e lutar com unhas e dentes pra que ela não morresse. E eu fico cansada porque eu tenho que ser linda, criativa, descolada, liberada e inteligente em tempo integral, qualquer TPM mal disfarçada ou bloqueio criativo pode ser fatal. Mas eu sou normal. Eu sou humana, sou mulher e infelizmente sou romântica e o tempo me joga na cara o que eu julgava ser capaz. Eu acordo mal humorada e odeio falar nas primeiras horas do dia. Eu mexo e remexo na cama durante o sono e tenho ciúmes até das minhas amigas.

Eu vomito quando fico nervosa, odeio dividir lapis de olho e namorado sou fã da preguiça e escuto Maria Bethânia no meu quarto quando fico deprimida, o que acontece quase sempre, mentira, hahaha, te pequei né?

Como chocolate como uma louca e bebo coca cola, vinho tinto, graças a Deus a minha TPM acabou hoje.

Você não sabe, você não viu, você não teve tempo de responder se queria porque eu sequer lhe perguntei isso. Talvez minha realidade me assuste e possa te afastar e por isso sigo sendo quem você quer que eu seja, com minhas frases feitas no chat diário, minhas risadas forçadas pra aquilo que devo achar graça, com minha imagem cuidadosamente sutil. Afinal, o que é usar mais uma máscara pra quem nem sabe ao certo quem se é?
Eu não sou perfeita. E tenho medo que você descubra meu segredo.
Você não é perfeito. E hoje, sem querer, acabei descobrindo isso.
Pra ser sincero
Não espero de você
Mais do que educação
Beijo sem paixão
Crime sem castigo
Aperto de mãos
Apenas bons amigos...

Pra ser sincero
Não espero que você
Minta!
Não se sinta capaz
De enganar
Quem não engana
A si mesmo...

Nós dois temos
Os mesmos defeitos
Sabemos tudo
A nosso respeito
Somos suspeitos
De um crime perfeito
Mas crimes perfeitos
Não deixam suspeitos...

Pra ser sincero
Não espero de você
Mais do que educação
Beijo sem paixão
Crime sem castigo
Aperto de mãos
Apenas bons amigos...

Pra ser sincero
Não espero que você
Me perdoe
Por ter perdido a calma
Por ter vendido a alma
Ao diabo...

Um dia desse
Num desses
Encontros casuais
Talvez a gente
Se encontre
Talvez a gente
Encontre explicação...

Um dia desses
Num desses
Encontros casuais
Talvez eu diga:
-Minha amiga
Pra ser sincero
Prazer em vê-la!
Até mais!...

Nós dois temos
Os mesmos defeitos
Sabemos tudo
A nosso respeito
Somos suspeitos
De um crime perfeito
Mas crimes perfeitos
Não deixam suspeitos...

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Arlequim e Colombina


E mesmo voce jurando que ela seria a garota certa pra qualquer pessoa na face dessa terra,mesmo ela sabendo isso, e até ele com mais certeza do que ela, ainda assim, ele nao a quer. ele sabe que ela nunca o trairia, que ouviria todas aquelas-coisas-metidas-a-intelectuais-que-ela-gosta-de-falar,que iria ao cinema com ele e assistiria aos seus filmes preferidos, que diria com o mesmo tom suave o ‘oi’ e o ‘boa noite’,que o amaria todos os dias quase da mesma forma impossivel de se amar.ainda assim,e talvez por tudo isso, ele nao a quer.ele não gosta. ele da um tapa na cara e um beijinho pra passar a dor, ele quer atenção,faz favores,esnoba e depois sorri.ele é egoísta.cruel.mas é tudo de bom, tem uma voz gostosa maravilhosa,rouca...bom demais na teoria pra se deixar pra lá.qualidades ilusórias demais pra se odiar.ele seria o cara certo pra ela.pra aquela menina boazinha,inteligente,amiga-de-todos. mas ele nao quer a garota certa,ele quer que essa garota fique certa de que ele é tudo isso o que ela quer,e não vai ter.


Homenagem a meus dois amigos que tanto gosto, nao poderia colocar o nome aqui mas voces são

Medo, desejo, e descaso, talvez...

Grande Beijo,
adoro escrever sobre voces!

domingo, 13 de janeiro de 2008

Sunny



Lembra aquele papo de anonimato??
Pois é, eu falhei. Parecia o plano perfeito, era só eu ficar anônima, escondidinha, quieta no meu cantinho. Mas não dei conta de resistir, não dei conta de me controlar.
Na verdade, achei q não deveria resistir, achei que não teria mal algum, achei q tinha que ser do jeito que foi, achei q tinha um porque. E foram só poucas vezes, mas aconteceu.

Encontrei alguem, me interessei, me revelei e me envolvi.

E agora tá chato, mais do que eu imaginava e mais do que deveria ser. Não há culpados.
Não quero que façam julgamento. É uma decisão minha.
Não quero é sentir isso tudo de novo.Situações voltarem a tona. Teoricamente, é muito simples, basta apenas continuar anônima e não mais cair em tentação. Só que eu não quero mais. Não vejo sentido neste momento pra continuar. Sei que isso não vai apagar e nem mudar em nada o que aconteceu.

Não foi um pedido e nem tão pouco uma exigência. Não permitiria isso. Sou apenas eu, com a coluna doendo e dois KG a mais de tanto chocolate (porque não consigo parar de comer??).
Sou apenas eu, que sou muito mais do que tá aqui. Sou apenas eu, cansada de tentar me fazer conhecer. Como eu disse, não era pra sentir tanto, mas o que eu posso fazer??

Além de confusa, sou sensível e entregue. Talvez me sinta assim só hoje, só amanhã e quem sabe só por alguns dias.
Talvez eu mude de telefone e recomece numa outra hora.

Talvez eu esteja agindo impulsivamente e dando valor demais a uma situação. Mas é assim que me sinto hoje.
Obrigada a todos q estiveram por aqui. Vou continuar aparecendo noo blog.
E, claro, vou continuar escrevendo, por enquanto ainda pra todos.

A minha Tia Silvinha (tita) dedico a postagem de hoje, obrigado pelas visitas no blog e por acompanhar minhas escrituras.

Bem me conheces,e como dizes:" Quem é, já nasce pronto" te amo Bonita!

Beijos a todos!

sábado, 12 de janeiro de 2008

Beep

Deixe o recado após o Beep:
beep.

— Ah, oi amor! Então... Seu celular tah desligado, então eu falo aqui. Estava dormindo... Dormia bem, até, dormia descoberta, Estava calor, mas isso não vem ao caso. Dormi logo, sem muita demora... Sonhei com você... Foi tão realista, meu amor, foi tão perfeito... Eu sentia seu perfume, e mexia nos teus cabelos... E o abraço que eu te dei durou tempo o bastante para eu sentir você aqui, ao meu lado... Nossa, como foi bom, meu amor... Os pedacinhos desse sonho, se juntando... Você, no meu colo, sorrindo, contando casos... E eu beijava seu rosto e nós contávamos besteiras e nos beijávamos muito bom, sem falta de ar, lembra? dois asmaticos... Era tão bonito, meu amor... Era tão gostoso, sentir você ali... Abraçar você, não deixando você ir embora, e pensar que o sonho foi real, foi tão real, que eu podia sentir seus cabelos me fazendo cócegas enquanto eu abraçava você... Pude sentir seu calor, seu cheiro... E eu ouvia sua risada, tão deliciosa... E sua cara de ccachorro sem dono, (cachorro de olhos lindos. hehe), viciante, seu jeito ansioso, desleixado e responsável, tudo ao mesmo tempo... Sua timidez, e seu sorriso, quando olhou nos meus olhos e disse "minha linda...".

Sua... E, nossa, como é delicioso ouvir isso... E rir das chantagens que você me faz... E torcer para que suas teimosias sejam brincadeira...Que o ciuminho seja charme,e te beijar,e ser manhosa, e te encher de carinho, muitos carinhos...
Tu é dificil
Eu tambem sou, é melhor ficar assim bem comportados...
Ainda bem que esses dias nao tem sido tao quentes, heheehe


Beijos, meu amor.

Sabia que vinhas,
POr isso te esperava


PS* Bom lembrar que as cartas e dialogos postados aqui são ligeiramente inventados, pra dar um poquinho de alegria
de graça...

saudações tricolores!!!

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008


eles nunca tiveram nada em comum, nada. ela era de touro,ele de algum signo que não combinava nem um pouco. não que acreditassem que isso fazia alguma diferença,mas certamente nao ajudava. ele era sério, ela ria de tudo. mas era ele que gostava de estrelas,de poemas e de flores. ela não era nada romantica, ou era muito e escondia bem, como de costume. ela sempre fazia isso, sempre escondia as coisas dele. escondia a chave do carro, e tambem que o amava. brigavam quase todos os dias. ela chorava muito, ele tambem. eram maneiras diferentes de chorar. ela chorava de raiva, ele chorava porque a tinha feito chorar. ela não se importava muito com as palavras, ele vivia falando. ele gostava muito de planejar o futuro, ela gostava de lembrar o passado. não, não tinham quase nada em comum. talvez,só o fato de não viverem um longe do outro. talvez só isso. ela dizia palavras furiosas pra ele. achava o estilo de vida dele cansativo,repetia incessantemente coisas sobre a despreocupação dele com tudo. falava que ele precisava mudar de cidade, de amigos, falar menos,largar aquele emprego,ser menos irresponsável,mais otimista,mais ela. Achava que ele precisava maneirar na cerveja, sair menos a noite.ela odiava aquelas viagens que ele tinha que fazer. ela lhe tirava o sono, o fôlego, o sossego. acordava ela de madrugada, pedia satisfação,dava ordens, não entendia de obrigações. fazia listas e resumos do que queria. marcava hora pra ligar. detestava a tal falta de tempo. ele queria exclusividade.ele queria ela.um dia ela foi embora.ela conheceu outra pessoa. outra pessoa que não tinha nada a ver com ela. mas eles nunca brigavam, nunca choravam, não se irritavam. talvez ela que não combinasse com ninguem. e fosse besteira esperar por alguem que se encaixasse perfeitamente naquilo que ela era. ela tinha aprendido isso com ele, com o outro. agora ela tava em outra. com outro. era menos casal-de-filme. era mais pra um dia de sol no clube com a familia. roupas comportadas. tons pastéis. era mais calmaria que tempestade. era menos ela,mais ele. ele era o carinha certo pro pai dela, pra mãe dela, pros irmãos dela,pra ela. certo, muito certo. era a pessoa certa pra qualquer pessoa que acredita nessa coisa louca que é destino. diferente de mim...

terça-feira, 8 de janeiro de 2008

A gente se ajeita, na cama pequena....


Foi bom te reencontrar...
… melhor foi sentir que tu te reencontraste e não esqueceste o caminho para minha casa…e melhor ainda que continua sabendo onde está quem te quer bem…

Senti o teu prazer em me ver novamente, apesar de tu não o teres dito declaradamente, tentando até desvalorizar o momento e fazer aquela expressão de “oh, é bom te ver de novo, mas vamos lá ver…”, como sempre o mais seguro para ti é deixar a porta encostada…mas o brilho dos teus olhos não me engana, não a mim…voltou por saudade e por vontade…

Aos outros podes tentar enganar, mas a mim sabes que não consegues…conheço-te...

Senti que vieste para ficar, pelo menos por mais algum tempo do que é habitual, desta vez voltaste por si, desta vez nem ninguem, nem nenhuma outra pessoa te chamou…

bem que gostarias que assim tivesse sido, pois na tua próxima tentativa de fuga poderias sempre dizer que só tinhas voltado porque alguém te tinha pedido…mas desta vez já não vais ter quem culpar, a não ser a tua própria vontade… É tramado, não é?! …
Mas não te preocupe, porque se um dia quiseres "fugir" de novo, ninguém te vai prender, nem eu, nem ninguem, …e talvez seja por isso que nunca mais vais querer ir embora…


ai que bom que isso meu Deus o frio que me da o encontro deste olhar...

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Mi Preferido de los todos

Chico Buarque
1972

No palco, na praça, no circo, num banco de jardim
Correndo no escuro, pixado no muro
Você vai saber de mim
Mambembe, cigano
Debaixo da ponte, cantando
Por baixo da terra, cantando
Na boca do povo, cantando

Mendigo, malandro, moleque, mulambo, bem ou mal
Escravo fugido ou louco varrido
Vou fazer meu festival
Mambembe, cigano
Debaixo da ponte, cantando
Por baixo da terra, cantando
Na boca do povo, cantando

Poeta, palhaço, pirata, corisco, errante judeu
Dormindo na estrada, não é nada, não é nada,
E esse mundo é todo meu
Mambembe, cigano
Debaixo da ponte, cantando
Por baixo da terra, cantando
Na boca do povo, cantando


Eu Já Notei

Eu já notei que você quer me pegar E pelo seu jeito, balanço você tem Mas se você me quer tanto Me faça querer também
Depois que você ultrapassa o meu sinal Não fica direito recuar Me pega, me quebra, me embala até o final Sou eu que digo a hora de acabar
Sou de decidir Sou de me guiar Sou guerreira, não se espante Faço meu caminho sem desviar Ou me queria, ou se mande
Já dispensei o seu jeito de pensar Só me pegue pelo braço quando o baile começar Se eu gostar do seu suingue Sou capaz de aceitar

(Ana Carolina e Totonho Villeroy

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Celular na mão de uma mulher depois de alguns copos de cerveja é um CRIME.



"Ter leveza não significa desencanar das coisas --- siginifca escolher corresponder ou não às expectativas dos outros."
-- Vaidade é uma das piores coisas que uma Taurina pode cultivar.
-- É muito importante tomar as rédeas.
-- Tomar uma decisão agressiva, não me faz, AT ALL, uma pessoa agressiva.
-- Uma decisao agressiva pode ser falta de paciencia
-- Pode ser, que eu desista rápido demais
-- Pode ser que eu enxergue as coisas


Eu tento explicar para a minha amiga, que você é um vício. Que você em dias bons é uma anestesia ao resto do mundo.


Nossaaaaaaaa, tem uma música clássica que ficaria perfeita colocada aqui, só pra embelezar minha arte, mesmo que não seja a ocasião.
Onde eu vou enfiar o lirismo se não aqui no meu p´roprio Blog?

Entonces, mi amor, te saludo...

Quando a canção se fez mais clara e mais sentida
Quando a poesia realmente fez folia em minha vida
Você veio me falar dessa paixão inesperada
Por outra pessoa
Mas não tem revolta não
Eu só quero que você se encontre
saudade até que é bom




De todos modos
-- Usted siempre será mi favorito

-- hehehe ( nada não -- segredo).






Você disse:
"Eu não vou "! com tanto desdém sabe?
Ocorreu um erro neste gadget