quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

meu amor


Uma vez me disseram que tudo dá certo, e se ainda não deu certo é porque ainda não chegou ao fim. Aquelas coisas que se diz quando alguém fica triste e talvez não tenha nada melhor pra falar. Duas coisas erradas, uma é que nem tudo dá certo. E por que pensar que só vai dar certo quando tiver que acabar? Se alguém me falar isso hoje, eu vou contar pra essa pessoa sobre nós dois e mostrar pra ela que nao é no fim que as coisas dão certo, pq quando elas dão certo é apenas o começo.

E até que dar certo é uma coisa muito relativa. Repara só em nós, a gente já passou, e ainda vai passar, por tanta coisa....(escrito em junho de 2008)

e cá continuamos amor, viu como sao as coisas?

Meu amor, meu amigo meu namorado que me faz feliz e me surpreende cada dia que passa.

Nos vamos ficar juntos pra sempre, e por muitas e muitas vezes voce vai me ouvir falar que eu tenho o maior sorte do mundo por ter te conhecido.


Obrigado por nao ter desistido de mim.Obrigado por ter insistido.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Todos acham que eu falo demais, e que ando bebendo demais...Que essa vida agitada nao serve pra nada....


Essa semana estou muito musical! Aproveitem


Ninguém pode calar dentro em mim
Essa chama que não vai passar
É mais forte que eu
E não quero dela me afastar
Eu não posso explicar como foi
E como ela veio
E só digo o que penso
Só faço o que gosto
E aquilo que creio
Se alguém não quiser entender
E falar, pois que fale
Eu não vou me importar com a maldade de quem nada sabe
E se alguém interessa saber
Sou bem feliz assim
Muito mais do que quem já falou ou vai falar de mim

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Para uma menina como uma flor....

Oque fazer quando a vontade de escrever é tao grande quanto a falta de idéia é maior?

A soluçao é vir até aqui e escrever meia duzia de palavras sem sentido nenhum so pra aliviar.

Como eu sou antiga, insana e repetitiva ninguem vai estranhar por eu colocar denovo aqui, a minha predilétissima especialmente escrita pra mim (juuuraaa),para quem conhece ainda la vai:

PARA UMA MENINA COMO UMA FLOR



Porque você é uma menina como uma flor e tem uma voz que não sai, eu lhe prometo amor eterno, salvo se você bater pino, o que, aliás, você não vai nunca porque você acorda tarde, tem um ar recuado e gosta de brigadeiro: quero dizer, o doce feito com leite condensado.

E porque você é uma menina com uma flor e chorou na estação de Roma porque nosasas malas seguiram
sozinhas para Paris e você ficou morrendo de pena delas partindo assim no meio de todas aquelas malas
estrangeiras. E porque você sonha que eu estou passando você para trás, transfere sua d.d.c. para o meu
cotidiano, e implica comigo o dia inteiro como se eu tivesse culpa de você ser assim tão subliminar. E porque quando você começou a gostar de mim procurava saber por todos os modos com que camisa esporte eu ia sair
para fazer mimetismo de amor, se vestindo parecido. E porque você tem um rosto que está sempre um nicho, mesmo quando põe o cabelo para cima, parecendo uma santa moderna, e anda lento, e fala em 33 rotações mas sem ficar chata. E porque você é uma menina com uma flor, eu lhe predigo muitos anos de felicidade, pelo menos até eu ficar velho: mas só quando eu der uma paradinha marota para olhar para trás, aí você pode se mandar, eu compreendo.

E porque você é uma menina com uma flor e tem um andar de pajem medieval; e porque você quando canta nem um mosquito ouve a sua voz, e você desafina lindo e logo conserta, e às vezes acorda no meio da noite e fica cantando feito uma maluca. E porque você tem um ursinho chamado Nounouse e fala mal de mim para ele, e ele escuta e não concorda porque ele é muito meu chapa, e quando você se sente perdida e sozinha no mundo você
se deita agarrada com ele e chora feito uma boba fazendo um bico deste tamanho. E porque você é uma menina que não pisca nunca e seus olhos foram feitos na primeira noite da Criação, e você é capaz de ficar me olhando horas. E porque você é uma menina que tem medo de ver a Cara-na-Vidraça, e quando eu olho você muito tempo você vai ficando nervosa até eu dizer que estou brincando. E porque você é uma menina com uma flor e cativou meu coração e adora purê de batata, eu lhe peço que me sagre seu Constante e Fiel Cavalheiro.

E sendo você uma menina com uma flor, eu lhe peço também que nunca mais me deixe sozinho, como nesse último mês em Paris; fica tudo uma rua silenciosa e escura que não vai dar em lugar nenhum; os móveis ficam parados me olhando com pena; é um vazio tão grande que as mulheres nem ousam me amar porque dariam tudo para ter um poeta penando assim por elas, a mão no queixo, a perna cruzada triste e aquele olhar que não vê. E porque você
é a única menina com uma flor que eu conheço, eu escrevi uma canção tão bonita para você, "Minha namorada",
a fim de que, quando eu morrer, você, se por acaso não morrer também, fique deitadinha abraçada com Nounouse cantando sem voz aquele pedaço que eu digo que você tem de ser a estrela derradeira, minha amiga e companheira, no infinito de nós dois.

E já que você é uma menina com uma flor e eu estou vendo você subir agora - tão purinha entre as marias-sem-vergonha - a ladeira que traz ao nosso chalé, aqui nessas montanhas recortadas pela mão de Guignard; e o meu coração, como quando você me disse que me amava, põe-se a bater cada vez mais depressa.
E porque eu me levanto para recolher você no meu abraço, e o mato à nossa volta se faz murmuroso e se enche
de vaga-lumes enquanto a noite desce com seus segredos, suas mortes, seus espantos - eu sei, ah, eu sei que o meu amor por você é feito de todos os amores que eu já tive, e você é a filha dileta de todas as mulheres que eu amei; e que todas as mulheres que eu amei, como tristes estátuas ao longo da aléia de um jardim noturno, foram passando você de mão em mão até mim, cuspindo no seu rosto e enfrentando a sua fronte de grinaldas; foram passando você até mim entre cantos, súplicas e vociferações - porque você é linda, porque você é meiga e sobre tudo porque você é uma menina com uma flor.

Vinicius de Moraes

domingo, 11 de janeiro de 2009

VPF

Eu te quero quando tudo acabou.
Te quero quando não quero mais nada.
Eu desejo o seu beijo, quando todas as bocas secaram.
Eu te vejo quando meus olhos cansaram de ver.
Te chamo quando minha voz rouca não atinge mais outros ouvidos.
Você está onde só restou o fim da festa,
-E não há mais ninguém no salão.
Porque depois de todo fim, é você que permanece
.

o que restou...

Eu sei que mal dá para me ver. Sei que já não é possível mais tocar nem em meus pés. Eu sei que não dei adeus a ninguém e que, de repente, saí. Sei, sei, eu sei que devia ter tocado uma última vez a minha musiquinha na viola e contado uma última piada, mas não deu. Eu tive que sumir. Uma hora eu cansei de tantas mãos acenando adeus e outras cumprimentando, e outras bocas falando, perguntando, tanta informaçaõ, muito barulho por nada como diria Shakespeare . Eu cansei de tentar decorar olhos que eu não veria nunca mais,a voz que me cantava e me falava sempre as mesmas coisas, repetitivas e frageis palavras, o sorriso tao branco quanto meu pensamento sobre voce . Eu cansei de tudo isso e encontrei um só olhar que não vai dizer adeus. Esse olhar agora só vai olhar para mim, e eu trouxe ele para cá comigo.

Sabe, já estava na hora de eu conhecer as nuvens
Ocorreu um erro neste gadget