quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Creio que é a sua capacidade de me deixar feliz em questão de segundos. Ou o caminhar despreocupado, o piscar de olhos um tanto lento, a voz firme e arrastada como de quem a qualquer momento vai soltar um riso ainda que a situação seja das mais constrangedoras. Foram os olhos cinzas (e doces), que de tão profundos me fazem por vezes tremer; e por como agarras as minhas mãos sem se importar com nada mais em volta no mundo inteiro.
Deve ter sido a maneira em que te apóias no meu braço direito pra dormir o que me faz querer-te tanto. E rir. É por me fazer confrontar a mim mesma, e perceber que algumas coisas como a vergonha que sinto de tudo não tem a mínima utilidade. É esse teu sorriso rouco que não me deixa te esquecer, e o teu interesse por um par de coisas minhas que eu mesma julgava desinteressante.
Pode ser a tua capacidade de me chamar de linda pela manhã, quando a beleza produzida se esvai por completo e só fica a humanidade, ali exposta. Foram coisas assim e outras coisas que segues sendo o que me faz largar tudo e ir ao teu encontro, eu atravesso o mundo quando a saudade aperta.
São coisas assim que te tem feito tão amável a ponto de apertar o peito só de pensar na possibilidade de não encontrar mais o teu abraço no meio da noite. É a tua força, e como encaras a vida de forma crua; a tua esperança naquilo que é palpável, e como me olhas – e me paralisa a alma - quando ninguém vê. Porque eu amo a verdade que vive no teu olhar, amo a tua coragem e esse punhado de coisas até então impossíveis que eu encontrei quando te conheci. E te digo que não espero nada além de um amanhã tranqüilo e que eu sinta paz toda vez que pensar em ti. Quanto a ti, que sintas paz quando pensares em mim. E sim, quero ser quem você lembra quando tem a certeza de que não estás só.
O que fica é esse gosto doce.
Ficam sempre no pensamento as noites e as manhãs em que desaparecemos do mundo inteiro e o mundo então é só você e eu.
Fica esse “te quiero” agarrado na minha garganta toda vez que eu lembro de ti. E te digo isso ainda que não me possas ouvir sempre.
Fica a minha admiração pela pessoa batalhadora que és e me provaste desde o primeiro momento.
Fica tua preferência pela minha pele e a minha pelo “te-olhar-enquanto-matas-a-tua-sede”.
Fica a noite em que me seguiste depois de uma festa; os dias que seguem, eu no seu quarto, os meus quilos a menos e os teus a mais, esse corpo forte que me aperta.
Ficam os pares de filmes que fazemos de conta que assistimos e os milhares que planejamos ver e ainda não conseguimos. As músicas que te vi dançar à tua maneira, e a minha timidez quando pedes que eu dance pra ti, fica o nosso baile nosso ao som do silêncio..
Fica na memória como avisos pregados ao lado da cama e o lembrete para ter sucesso na vida.
Fica aqui comigo o teu cheiro que amo.
Fica tudo o que eu não sentia, e que tu com teus encantos despertaste, puseste cor, puseste vida.
E eu não vou te buscar onde eu sei que não estarás e quando chegar (e que seja rápido), que habite em ti a certeza de que eu estou realmente feliz por isso.
Lembro que chegaste numa quinta-feira improvável, de calor sem sol, céu sem azul, com teus olhos cinza e eu não te reconheci.
No dia em que você chegou, a sorte estava na fila ao lado, acenando pra mim e apontando em tua direção, como quisesse me mostrar ou me dizer algo que eu não entendia. Lembro que quando tive a oportunidade de te reconhecer no primeiro momento, quando estávamos a sós, eu e você, eu senti sede e sono e me fui sem pensar duas vezes, com minha música e minha melancolia - e te deixei ali sozinho.
E peguei no sono ouvindo sua voz no telefone depois de me deixar em casa.
E hoje é assim, e não vou negar que fico toda boba quando as pessoas nos olham na rua porque somos sem duvida nenhuma um casal que chama a atenção. Desses de doer o olhos...
Eu quero te levar adiante, e quero te dar todo o valor que te cabe.
E agora é primavera e é isso que importa.



segunda-feira, 26 de outubro de 2009


Porque do teu lado eu me sinto como quem sonha, como se precisasse de muito-pouco-quase-nada pra estar completa. Não sinto fome, não tenho sono, só vontade de te descobrir e de ser tua descoberta. E é entre os teus braços que eu não me sinto só. Porque apesar de toda essa capa de “que-forte-a-menina-indestrutível!”, eu sou boba demais, fraca e vulnerável quando você dispara um olhar na minha direção. (“No me mires que me encierras... si, ahora es igual, mírame que ya me tienes encerrada por completo”). O meu sorriso é mais feliz contigo e eu amo conhecer teu mundo, as ruas que você passa, as pessoas que você ama, a cama que você dorme e o que você vê quando abre a tua janela ao despertar.
Eu quero ir em ti, quero ir até onde possamos ir, porque também confesso e aceito que já não sou tão singular, e que já me perdi pra ti faz tempos. Resolvi pular bem do alto dessa pedra e cair de vez nesse rio, e que a correnteza me leve pra esse lugar tranquilo que eu tenho a impressão de ver de relance a cada vez que nos encontramos.
Que o universo nos tenha reservado um amanhã bonito.
Segura a minha mão com força e não solte.

Laura Mônaco


Por que eu olho pra você e não acredito que você cresceu tão rápido. Seu retrato na minha agenda lembra de quando você tinha oito anos e como era gostoso passear de mãos dadas no parque.
Te colocar no escorregador e ficar esperando você cair na piscina e te pegar te jogar pra cima.
Eu dizia para todo que era minha filha.
Você não gostava dos meninos que tiravam sarro de você, eu te explicava que isso era tão normal e já tinha acontecido comigo, que meu apelido era Olivia Palito e hoje, imagine hoje...
Mas você não entendia como alguém podia fazer isso com outra pessoa; Você sempre teve um coração tão bom, e a língua tão afiada quanto a minha que me dá medo de te perder pro mundo bem cedo;
Pouco tempo atrás você chorou na mesa enquanto eu me maquiava dizendo que eu era tão linda que dava vontade de chorar e um medo absurdo de me perder.
Eu saí toda borrada chorando. Você não teve a chance do nosso pai te levar nas festas de bombacha como fazia comigo e você também não conheceu a mãe que conheci;
Sentimental, quando ela e ele brigavam, ah que maravilha. Não tinha dever de casa, não tinha hora pra acordar nem dormir. Antes tempestuosa agora psicóloga. Hoje um título que ameniza e distrai a nossa atenção. Você sempre chegou por último e sempre pegou o resto, mas você não se incomoda; eu queria ser como você, queria ter seus olhos escuros sempre por perto; você está tão bonita, eu falo que de agora em diante nunca te apresentarei nenhum namorado por medo de perdê-lo e você dá risada, Você é minha réplica autenticada, se veste como eu e faz a maquiagem igual também. Aprendeu direitinho que mulher que se garante usa rabo de cavalo e esta aprendendo a acreditar em secante de espinhas e xampus caros. Eu te encho de presentes e produtos de beleza e você morre de inveja do meu limite no cartão de crédito e acha chiquérrimo eu vestir terninho e salto alto, ter reuniões, vários compromissos e escrever crônicas. Você acha que eu sou melhor e mais bonita, mas você não sabe de nada; Você ta ficando encorpada diferente total do meu tipinho magrela e quer jogar quanto que daqui a pouco as pessoas vão se sentir constrangidas na hora de te chamar de "laurinha"? Te peço que não caia na minha de ficar fazendo poses e bicos e mão na cintura. Tua beleza não precisa de esforços.Você tem pernas bonitas e cintura fina e nem por isso quiz ser modelo, nem bailarina,e teu sonho de adolescente também não é Milão e nem ser jornalista, mas aprendeu jogar capoeira e futebol e eu morro de inveja disso.Não toca violão mas acompanha qualquer rítmo no pandeiro.Você sabe fazer contas e fala inglês melhor que eu sem ter saído de Porto Alegre. Você está nos melhores dias da sua vida e certamente terá suas melhores tardes; escute meus conselhos e carregue com você minhas mãnhas, me avise quando precisar de mim, não faça como eu fiz.
Com todo o amor deste mundo.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Bom dia coisa ruim, coisa péssima. Como de costume você passa aqui buscando um entretenimento matinal já que todos os seus dias são pobres, sem graça, sem conteúdo nenhum.
E já que virou quase que rotina suas visitas aqui venho lhe desejar que seu dia tenha um pouquinho, um pouquinho só de sal e pimenta. Aquilo que encontras na minha vida de sobra e que na tua tanta falta faz.
Não que eu esteja sendo sarcástica, porém venho colaborar para que tenhas o que revidar nesse desassossego onde te meteste.
Que continues me dando ibope. E sinta o tédio pairando sobre tua cabeça quando encontrares minhas páginas visitadas no histórico.
Que teus dias continuem com meu nome a badalar nos teus ouvidos.
Que tenha sempre uma comparação comigo para tua perturbação.
Que você escute minhas palavras e minha concordância clichê de quem admira e comigo aprendeu e decorou, e que te recordes onde leu ao escutar.
Que você seja sempre o motivo de chacota por se ridicularizar publicamente.
Que engula todas as expressões pseudointelectuais que teimas em proclamar ao receber a pobreza nas palavras que a ti destinam.
Que um dia aprendas a controlar essa loucura que lhe domina ao fazeres escândalos, ameaças e vergonhosas aparições para quem sabe e conhece muito bem a tua láia.
Que a inveja que sentes por mim volte em dobro pro seu mundinho incolor.
E que eu viva por muitos e muitos anos para continuar sendo teu atrativo diário.
Emfim, que minha presença seja sempre constante na tua vida e que aprendas a se contentar com minhas migalhas e o lixo que te ofertei e que te contentes sempre com esse pouco de boca fechada e sem revidar.
Escolha outro lugar para alimentar seu ódio e sua ganância.

Com pena, e desprezo,muito desprezo,
Suelen Mônaco

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Falando em video game denovo.
Tem uma frase que é certa mesmo. " Quanto mais se tem, mais se quer"
Eu to percebendo que isso é verdade só agora que to jogando me joguinho preferido com as mãnhas da internet.(GTA)
Antes eu era um pobre coitado, que andava de bicicleta, tinha que contar as moedas para comer um sanduiche, andava mal vestido e nenhuma garota olhava pra mim.
Agora tenho roupas novas, posso comer ate engordar porque alem de ter dinheiro pra pagar a comida, ainda posso gastar uma graninha na academia.
Posso escolher se ando de Porsh, de Audi ou de Mercedes.
Tem dias que passeio de helicoptero. Tenho revolver, metralhadora, fuzil e até silenciador.
Todas as garotas me olham. Eu posso escolher a preta a branca a ruiva.
Esses dias tentei começar do inicio mas nao tive paciência e nem achei a menor graça.
Andar a pé, com fome, com punhal e pichar muro?
Não sei se deu pra entender esse post. Mas eu percebi pelo joguinho que to me tornando muito ambiciosa, ou o meu lado masculino pelo menos.
Bom, continuo treinando o desapego. Hahaha
Buenas noches mi amores. Gracia por venir siempre!
Não que eu seja mau humorada, mas pela quinta vez durante o dia de hoje que a sport tv passa a entrevista do rubinho com o massa.
E olha que eu adoro o Bem Amigos.
Só um comentário, porque bem na hora que eu comecei a escrever percebi que o Galvão já tinha atingido minha cota de paciencia diária destinada involuntariamente a ele..
Pena que Multishow na madruga é lamentável. E eu trabalho demais.

domingo, 18 de outubro de 2009



Correndo pelo shopping:
- Não vai dar tempo, é o ultimo dia, o filme vai sair de cartaz, correeee
- Calma, vai sim, putz, olhe a fila, ta fechando o horário, a gente vai conseguir, vai comprando a pipoca e eu fico aqui...
- E aí? deu?
- Deu! ta aqui, vamos lá, pera que eu vou comprar a fanta uva.
- Ai ta muito escuro, eu vou cair.
- Não tem como, to te segurando, rapido que ta começando
- Ta bom aqui, lá atraz eu não enxergo.
- Muita sorte a nossa, deixamos pro ultimo dia do filme, se não conseguíssemos eu ia ficar chateado por mim e por ti.
- " te amarei para sempre". Naooooooooooooooooo!
- não? a gente ta no filme errado!
- Agora relaxa. Já foi.
- Um minito de silencio.
- Dois minutos.
- Será que a gente consegue entrar na outra sala?
- Ufa! Pensei que só eu tava querendo fazer isso.
- Tá, vamos lá, pega na minha mão.
- Ta todo mundo nos olhando, a gente ta na frente de todo mundo.
- Eles estão olhando o tamanho da tua saia amor.
- aiiiiiiiiiii, derrubou toda a fanta uva, vou te matar
- Me mata no estacionamento porque aqui tu não vai ter chance de escapar do segurança.
- Ãi que vergonha, a sala tá cheia, to com vergonha, vamos ficar na primeira fila.
- Tá louca? Vem comigo.
- hahahha, ainda ta no trailer!
- Apenas o fim! agora sim.
- Nós somos incríveis!
- Compra fanta uva?
- hahahhahahaaa
- Eu te amo!
- Eu também! mas compra?
- Haahahahahahaha.

Marley e nós!



Esse anjinho da sorte escolheu a dedo a casa que eu ia morar
Meus domingos só podem ser abençoados, são todos muito bem aproveitados...

sexta-feira, 16 de outubro de 2009



é tanta, a vontade que sinto de saber amor...

volta logo que a vontade de te ver,

é tanta!


A vida ensinou eu sei, vivendo aprendi a amar, morrendo de amor , sonhei com a volta que o mundo dá...

Perdida de amor jurei, denovo te encontrar...

Mas quando te encontrei, sumiu minha voz pensei, mas nao disse nada.

E quando você me viu, sorriu a saudade sim,

Eu vi em você o amor, e a felicidade em mim

E o desejo falou por nós, disse assim: "é o fim da tristeza"

Bom de mais, o amor que a gente faz, não tem fim, nem Adeus nunca mais!

Julgue-me se moral tiver e melhor for, caso contrário. Só levanta e aplaude!

É o que eu chamo de orgulho. Tudo, menos a derrota.
As pessoas não aprendem a viver por si as vezes .
Vencer os outros não chega a ser uma grande vitória.Vitorioso é aquele que consegue vencer a si mesmo combatendo seus vícios e controlando seus fantasmas. A vitória sobre nós mesmos é muito mais difícil.
Ela requer mais coragem mais disciplina e mais decisão. Se você não conseguir na primeira vez tente de novo. Não é feio. O simples fato de tentar de novo já será sua primeira vitória.
Pela ordem cronológica esta tudo certo. A paixão, o erro, o arrependimento, o devaneio, o desespero, a apelação pública, as declarações desastrosas, as promessas, o despeito aos quatro cantos. É assim que funciona. Calma que tá tudo certo.
O caos em pessoa.
Mas eu posso ser útil como percebes!
E quando precisar, as ordens!
Mas essa de ofender, falar palavrão, ameaçar, não sei mas não consigo entrar nessas sabe?
A sutileza me acompanha, e papai e mamãe fizeram com tanto carinho que seria uma ofensa a eles agir de outra forma.
Essa coisa de beleza? Culpada foi minha mãe que acreditou nos olheiros quando disseram que eu era linda e devia ser modelo. Mas sabe que isso foi bom pra mim? Autoconfiança, elogios, fotos, e aliás, minha mãe a exatos 27 anos não perde um perfil meu para começar o disparo de flashes!
A culpa não é minha, é deles!
Pode soar irônico, mas eu não faço pose não, é , como posso chamar, é postura mesmo!
A mesma coisa foi quando disseram que eu escrevia muito bem. Culpe eles!
Ou então, crucifiquem-me. Mas deixem me saber porque eu adoro as críticas. Na verdade é a melhor parte. A maior demonstração de admiração, é a falta de respeito.
Adoro essas coisas!
Eu sou induzida a escrever, e minhas amigas e meus leitores são os culpados!

Hoje é o dia dele , então vamos lá:
"o barro toma a forma que você quiser , você nem sabe e esta fazendo apenas o que o barro quer"
Paulo Leminski.



depois que descobriu que as palavras enviadas pelo vento têm muita força, guardava todas...

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Me escuta!

"Você é minha".
Ele disse. Com os olhos me fitando como se desse voltas pelo meu corpo todo.

"Entendeu o que eu disse?"

Ele disse, como quem queria que eu afirmasse, me segurando forte pelo braço.

Mas esse "minha" não era possessivo, era apenas uma forma figurada de mostrar o quanto me queria.

Me queria.


Só ME queria.

E nada mais.

Pensando em um título que não ofenda tanto quanto o texto

Ela olhava aquela pessoa ao seu lado. Não lhe representava nada. A sobriedade e a descencia lhe faltara e desde então ela achou que poderia não afetar ninguém. Será que não afetaria? Será que ele conseguiria sair ileso de toda a sua loucura? A ela era dispensável que ele se desse ao trabalho de lhe agradar, ou de lhe falar qualquer coisa que fosse. Ela só queria ouvir sua respiração pausada e profunda, e depois ficar ali, entre pernas e lençóis alheios com cheiro de recordações sufocadas até adormecer para ignorar sua existência. Sentia-se mal por pensar assim, mas não se deu ao trabalho de agir de outra maneira. Não sabia. Era fraca, pequena, burra. E nessa confusão de querer pensar conscientemente, ela enfiou a cara no travesseiro, respirou fundo e dormiu novamente quando ele abriu a porta e saiu, com a impressão de que nunca mais voltaria.

Então ela abriu a gaveta e encontrou um caderninho desses de capa dura, que ele guardava com carinho e pouco escondido que dizia: " Lembre se de como o conheceu, pois será exatamente do mesmo jeito que irás perde-lo. Quem rí por último rí melhor, meus sentimentos".

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

A vida é minha e eu faço oque eu kizerrrr, assim memo!

Vão falar que você não é nada
Vão falar que você não tem casa
Vão falar que você não merece
Que anda bebendo e está perdido
E não importa o que você dissesse
Você seria desmentido
Vão falar que você usa drogas e diz coisas sem sentido
Se eu for ligar, pra o que que vão falar não faço nada!!!


Adoro essa música gente!

Nossas conversas nunca tem fim e são as melhores sempre,
De coração,o melhor é dormir e saber que amanhã é mais uma manhã que eu acordo ouvindo sua voz.
E ele como sempre, perfeitamente completando minhas músicas.
E você com uma naturalidade absurda como se tivesse a plena certeza de que todas as minhas palavras e minhas músicas envolvidas com muita paz e objetividade cabem a você e mais ninguém.
E eu me sentindo a mulher mais sortuda do mundo quando isso acontece. Porque, por que, eu não posso contar aqui.
È vai rindo, mas isso aqui ta visitadíssimo demais e mesmo que você ache isso tudo muito bacana, meu blog ta sendo muito acessado e tem aquela coisa de palavra proferida, inveja, passar debaixo da escada, olho gordo e não sei o que.
E você diz, escreva, adoro ler o que você escreve, mas meu bem.
Imagine se eu farei um leilão aqui?
Nem Morta!
E parece engraçado, mas.
Os curiosos que passem amanhã
Porque tem alguém do meu lado rindo e dizendo que eu não consigo parecer deprimente nem bebendo vinho no gargalo (o que acontece nesse momento) e muito menos escrevendo vestida com a minha camisola nova de flanela (porque eu sou grunge pra caraleo, rsrsrs).
E olha que tem gente pra tudo. Eu por exemplo conheço um casal que seria capaz de gerar um novo Lúcifer, acreditem, é verdade. E não é porque eu to lendo mentes perigosas.
Fato.
A dona canta agora toca the cure, Just like heaven na viola, mazahhhhh garota.
E agora eu vou dormir porque tenho que acordar cedo, ou melhor vou ler e dormir porque não passo deuma nerd mascarada.
E eu tenho muita coisa legal pra escrever aqui, porém tenho medo dos meus leitores com instinto suicída e minha mã diz: Isso é muito perigoso Suelen...
- Mãe!!!!!!!!!!!! é Suzana!

poxa.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Jóias Raras



Caru e Bruninho



Lu, Paulinha, Cazinha

As pessoas que me conhecem sabem que eu vivo um grande dilema.
Faltam dias na minha semana. Eu preciso ver minhas amigas, eu preciso conversar com elas, ouvi-las, contar muitas coisas e compartilhar tantas outras...
Desde pequena sempre foi assim. A casa cheia.
Hoje faltam me dias, faltam me horas nos dias, faltam telefones e baterias neles para eu conseguir falar com todas.
Eu tento.
Minhas amigas são as estrelas do meu céu, são parte da minha família, somos cúmplices, somos irmãs, parceiras e o mais importante de tudo: somos fiéis.
Eu sou do tipo de amiga que defende. Defendo como se fossem minhas crias, com unhas e dentes, e com elas não é diferente. Elas '"zelam mesmo por mim".
Hoje em dia eu não consigo mais classificar como "melhor amiga".
Eu tenho as melhores amigas. Isso sim.
Nessa foto estão minhas irmãs mesmo. Faltando as outras que estavam ali pertinho catando sorrisos e doçuras, mas estavam ali...
Tudo isso aqui pra dizer mais uma vez que eu sou abençoada por Deus, aquela frase que eu dou muito importância que diz que , quando se perde o telhado, ganha se em troca as estrelas.
Meu pai me faz muita falta. Apesar de ter me deixado a maior herança que alguém poderia receber.
Mas em troca, tenho essas mulheres maravilhosas aqui, sempre do meu lado.
Rindo com cada gargalhada minha, com cada frescura, com cada besteira. Minhas fãs de carteirinha que passam horas e horas lendo tudo o que eu escrevo.
Que me ligam pra me contar detalhe por detalhe dos seus dias.
Que me dão só alegrias. E ficam felizes com a minha felicidade.
São minhas cúmplices da cidade ao litoral. Sempre perto de coração.
O que eu tenho pra dizer agora, é que eu aceito que façam tudo pra mim. Seja o o que for. Eu sei me defender. Eu não preciso nem pensar, nem usar dez por cento do meu cérebro pra solucionar ou pra ridicularizar um ato falho e besta que alguém em vão tenta pra me atingir.
Agora, com as minhas amigas não.
Daí eu chamo de " Briga de cachorro grande".
Não me interessa o que foi feito, nem a proporção que isso atingiu. Mas a proporção que vai se transformar no momento em que eu entrar nessa briga é seriamente preocupante.
Por isso Paulinha a mais protegida das minhas amigas, (claro, só concorre com a Cazinha que eu seria capaz de arrancar os miolos de quem a machucar e dar pro marley comer),amanhã eu vou ao banco e de lá eu vou aí te buscar pra passar o dia comigo.
Quando tu acordar eu já vou estar aí, cheia de novidades muito gostosas pra te contar e preparadíssima pra resolver essas coisas no TACO pra ti.
E por ti.
Por que amiga assim, é pra se guardar, do lado esquerdo do peito.
Te amo. A flor mais linda do meu jardim!
Carinooooooo

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Estamos tão longe, tão perto, também
E os anjos nos dizem amém
Fiquei trabalhando até tarde
Mas não vou dormir sem dizer

Que eu juro
Te juro amor eterno
Eu juro
Te juro amor eterno

Semana que vem, vai ficar tudo bem
Já tá combinado, só nós mais ninguém
Eu, fogo, violão, um incenso, um carinho
E um gole de vinho, pra ir mais além

domingo, 4 de outubro de 2009

Opa! Cheguei! Alguém estende a cama por favor enquanto eu dou uma escrivinhadinha antes de deitar?

Pra onde foi todo mundo? Ou melhor, em que lugar do mundo eu estou?
Será que estou no mundo?
O cheirinho de xampu me acalma, a luz do abajour que reconforta, o perfume dos lençóis colam na minha pele. Fecho os olhos de novo. Digo boa noite.
Rezo. Peço que meus pecados sejam perdoados e que um anjo bom converse comigo no sonho
E proteja. Faça-me ter bons olhos para poder ver as coisas boas.
O dia, então, me abraça. Que ele seja carinhoso! Algo sopra nos meus ouvidos, beija meu pescoço. Fecho os olhos. Durmo mais quinze minutos. Tudo está calmo, o dia pode começar. Que venha!

Peguei o trem do amor...
Cantando e tocando eu vou, vou para o além,
e o anjo condutor
Meu Deus!
É músico também!!!

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

E assim eu vou me despedindo de mais uma noite fria em Porto Alegre, com o Cranberries tocando minha minha música preferida (linger). Se o violão não estivesse tão longe do meu ia tocar essa música.
Mas, meus olhos doem e meus dedos também.
Na mente, muitas ideias de um lado para o outro que dificultam a minha tentativa (frustrada) de dormir...
No coração muita paz.
Estar bem consigo mesmo é uma coisa sem preço.
Seria besta se não fosse tão verdadeiro, mas eu sinto o cheiro das flores o dia todo.
Bacana isso não é?
E eu pergunto pro meu sócio e quem mais estiver perto de mim na loja:
- Tá sentindo?O cheiro das flores? Delícia né!
Ahhhh Suelen para com isso! hahaha
Meu poder de persuasão é um ato quase sempre infalível. Ao longo do dia eu conquisto alguns sorrisos, cafézinhos, pães de queijo, biscoitos e alguns presentes.
Hoje um cliente meu muito querido me mandou uma camiseta da campanha que está fazendo e mandou um bilhetinho dizendo: Suelen, não é para dormir.
E tcharaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaammmm adivinhem????
Vou deitar, eu e meu fidelíssimo labramor, eu disse isso mesmo LabrAmor Marley Mônaco. Ele ja se aconchegando aqui beeem pertinho de mim, e de banho tomado!
Meu telefone toca sempre antes de dormir e eu gosto demais disso.
Doçuras e mais doçuras.
Gente, amanhã é sexta feira e vou ter que transformar 24 em 48 horas num passe de mágica.
Quinhentos e noventa e dois milhões de compromissos que eu sempre marco pro final de semana e antes do primeiro já estou com sono.
Mas, vamos lá né, uma nadadinha demanhazinha pra dar a liga e depois?
Am? E depois?
Quem mandou né? Essa mania de ser mandona. Vai lá grande Empresária, que hoje promete!
Como eu ainda não ganho dinheiro pra escrever tenho que me limitar aqui mesmo, no meu blog amigo. E isso está bem próximo de acontecer.
Ganhar a vida escrevendo. Será que existe uma coisa melhor?
Além de, ah deixa pra lá né! hahahhaa
Colocar meu fonezinho no ouvido, dormir ouvindo meu radinho(isso não é tão piegas qto parece, acreditem)Queria saber como as pessoas vivem sem música.Eu não consigo, além de pagar muito mico dançando o tempo todo com trechos de musicas na ponta da lingua pra qualquer situaçao.
Ultimamente isso aqui tá autobiográfico né?
O "MEU EDITOR" , vai passar por aqui daqui a poucoe eu já estou adiantando o que ele vai dizer né Luiz? Ahaaa te peguei!
Um pouco de saudosismo e uma vinho tinto não faz mal pra ninguém!
Besotes!
e como diz minha vovózinha : A lo echo pecho!!

Oh Iê!

Fiz rastros no chão, indo e vindo numa busca por qualquer saída. Gosto de fazer rastros. Mas dançando.
Daquele jeito engraçado que a música puxa pra dentro da roda.
O corpo rodopia enquanto a alma toda arrepia. Risada solta, larga. Larga a vida em troca do mar.
Azul do céu vem pra ficar. É Netuno quem traz a alegria branca nas mãos. Um São Jorge sempre a vigiar. Iemanjá sempre a inspirar...

Uma lua que não deixa. Um céu que abraça dia e noite.
É solar-luar-estrelas .

Enterrando contrabandos à sete palmos da terra. Levando um girassol pro mundo e preservando uma lucidez extraviada pelo tempo.
Gosto de tudo que sorri e olha pro céu quando contam coisas que não se quer saber.

Chama se vida tudo o que não se limita. A chuva cai sempre diferente todo dia. Onze Horas abrindo é lindo e dura tão pouco esse espetáculo.

As musicas mais bonitas tocam no meu rádio.

"É que ás vezes ela pensa que carrega o mundo sozinha. É pesado e cansa. Ainda assim voa atrás do feio fazendo samba pra deixá-lo bonito. Isso tudo ela aprendeu no defeito. Só ela escuta uma música que a faz rodopiar de um jeito que é. É o coração que pede. E coração engana, mas no fundo, bem lá no fundo gosta das coisas que são bonitas, sem sujeiras. Igual ela. Isso é o que ela chama de vida. Vida é o não saber.
O sol gargalha pra ela. Deixa para trás uma história que não merece ser lembrada. Porque tudo o que é velho quando vem à tona ocupa espaço e tempo das coisas novas. E agora ela queria só o novo. Sem manchas e mentiras. E vai pronta. Vestida pra dança. De escudo e coração azul. A paz no peito em forma de pomba e na palma das mãos os sonhos guardados com cheiro de areia"
Ocorreu um erro neste gadget