segunda-feira, 31 de maio de 2010

Para um Girassol....

Hoje eu não vou rimar nem falar dos meus devaneios diários.
Hoje o post é dedicado a ela, só ela.
O girassol do meu quintal.
Minha amiga, minha querida, aquela do sorriso facinho facinho. 
Eu  a conheço de outros carnavais, de outros invernos e de muitas outras encarnações.
Eu não vou ficar aqui falando da lista infinita de qualidades que ela tem, como pessoa, como amiga, como irmã, como a mais nova titia e agora noiva....
Nem das coisas boas, nem das tristezas que compartilhamos, por que hoje,  só hoje eu quero te dizer o que significas para mim, na minha vida e tudo o que eu do fundo do meu coração desejo.
O maior de todos os meus desejos é que Deus te abençoe sempre, e que tu não te percas dele em momento nenhum. Desejo que seja a amiga sincera que és comigo com todos que participam da tua vida.


Que ela seja seja sempre linda, tranquila e que sigas pelo caminho da verdade, da magia, do amor. 
Que continues vivendo de forma saudável, sem abusos, sem exageros e sem preconceitos.


Desejo que todas as pessoas que se aproximem de você tenham a mesma sinceridade a qual cultivamos a tempos...
Não é por acaso que tua presença é sempre muito bem vinda e sempre esperada entre todos nossos amigos, pois tua luz é única.


Menina de paz, de verdade, de princípios, espírita, cheia palavras bonitas. Sempre.




Por todas as vezes que você segurou minha mão e tocou meu coração.
Ajudou a vencer as diferenças
Os meus medos e as minhas tristezas,
E me tirou do chão.
Por tudo que você
compartilhou comigo
Os meus sorrisos
E as minhas lágrimas.
Por que você estava sempre lá
Com teus olhos cheios de verdade e carinho

Por todas as vezes que arrumou minha cama do lado da tua
E conversou comigo até dormir
Quando eu pensei que nada mais tinha sentido

Para ti minha amiga confidente
Ofereço a minha amizade eterna
E meu coração

faça com ele o que quizer
Mas pôr favor não esqueça da amizade bonita que nos une.

Por todos os dias, os bom dias, as vezes que me ligou, me chamou
Que falou, essa cara aí? Não fica assim, eu estou contigo!
Pela sorte de sermos hoje quem somos.
Por tudo que ainda vai acontecer nas nossas vidas
Com o meu sorriso mais sincero, e pela gratidão de estar compartilhando contigo mais um aniversário.
Te digo que te amo minha amiga. 
E pode acreditar, faz muito tempo que ta escrito, que tua felicidade não acaba mais.
E continue sempre sendo esse girassol que sabe muito bem virar pra luz.
E lembra da nossa frasezinha adolescente?
"Porque a gente não azucrina a vida de ninguém".
God bless you!


Para sempre tua amiga serei, com amor, e toda a verdade do mundo desejo um Feliz Aniversário!


para:


Caren Costa,


A leitora mais assídua desse blog!


A lua está em forma de sorriso, ninguém sabe o porque.


Eu sei.






(texto em vermelho para a Coloradinha.)

domingo, 30 de maio de 2010

sábado, 29 de maio de 2010

Tão

Você me provoca, você me pertuba. Joga água e sai correndo. Atira a pedra e me acerta de raspão. Me espia no escuro e mostra a língua. Me xinga. Me atiça. Invade o meu sossego. Meu refúgio. Pisa no meu ninho com os sapatos sujos. Na minha toca. Sem saber o meu tamanho, até onde vai meu bote, você me provoca achando que não há perigo. Sem conhecer a força da minha mordida, o tamanho dos caninos. Você me provoca sem esperar a picada. Sem saber que ainda não inventaram antídoto pro meu tipo de veneno..."



"Uma das mais saborosas sensações de liberdade que eu conheço é flagrar meu coração feliz sem precisar de nenhum motivo aparente.
...
Rio e me sinto mar."

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Mas eu to tão Feliz!

x
x
x
Imagino que as pessoas normais já estejam dormindo, mas caso algum morcego apareça por aqui essa madruga e esteja a fim de ler alguma coisa eu vou tagarelar um pouquinho, estou muito falante ultimamente e desenhando estrelas em qualquer cantinho que encontro...
Sabe , eu sou boazinha, pensem comigo...


Um dia você vai escutar alguém te acusando de coisas que você não fez. E essa pessoa vai tentar te humilhar, te por pra baixo, fazer com que você se sinta o último dos seres humanos. E ela vai dizer que você é inconstante, lamentável, ridícula, feia, podre, decadente, deprimente, porca, deplorável, mal agradecidas e traíra. E essa pessoa vai dizer tudo isso não porque seja o que ela realmente pensa de você. Ela vai fazer isso porque está tentando buscar uma determinada reação sua. Ela vai fazer isso porque quer ouvir você implorar para permanecer do lado dela. Ela vai fazer isso para que você chore, se desespere, se sinta ameaçada. Ela vai fazer isso pra ouvir um pedido de desculpas por um erro que você não cometeu.

E isso tudo é tão broxante que talvez esteja na hora de cortar laços. Cortei tantos laços que me sufocavam por bem menos. Ignorei amizades, relações,  simplesmente porque não havia mais troca, mais cumplicidade. Pessoas se tornam desnecessárias na nossa vida, assim como nos tornamos desnecessários na vida de outros. E é um erro não perceber isso. A vida junta e separa pessoas a todo instante, mas nunca paramos para ver que algumas delas simplesmente aparecem para uma finalidade qualquer. Depois elas somem, seguem seus caminhos e não há nada de errado nisso. Errado é você tentar tirar mais do que alguém pode te dar. Errado é exigir que alguém se comporte como você se comportaria. Errado é querer ver suas expectativas supridas por alguém.
Eu sei que eu não sou uma pessoa fácil, mas isso também não significa que eu seja uma pessoa má. Pelo contrário, tenho consciência da pessoa boa que eu sou e tenho orgulho de mim mesma. Consegui, sozinha, conquistar o direito de deitar a cabeça no meu travesseiro todas as noites sabendo que no dia que termina fui e fiz o melhor que eu poderia ser e fazer. Tenho os meus princípios e um deles é a lealdade. Haja o que houver, se eu e você estivermos no mesmo barco, pode contar comigo. Mas não tente tirar de mim mais do que eu posso te dar. E se você achar que o que eu dou é pouco, então essa é a hora de dar tchau e seguir em frente. Não me importo de ser a vilã da história, desde que isso torne as coisas mais fáceis para alguém. Não me importo de ser taxada de qualquer merda, desde que isso compre minha paz. Não me importo de perder alguém, se para estar do lado desse alguém eu tenha que ser quem eu não sou.
Só eu sei a que custo cheguei onde estou agora e não existe Nada que me faça barganhar minha condição. Nada, nem ninguém
Abre a porta e janela, e vem ver o sol nascer!!!!
Aloha minha gente boa, e Mahalo!

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Perdido seja para nós aquele dia em que não se dançou nem uma vez! E falsa seja para nós toda a verdade que não tenha sido acompanhada por uma gargalhada!
Friedrich Nietzsche


Mas eu to tão feliz! 


Tava pensando aqui, só tem homem de nome dificil na minha vida.. começando pelo Schopenhauer, depois Nietszche, já Shakespeare me lembra a Britney.. com todo respeito.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Há quem diga que foi de propósito,
há quem diga que foi sem querer.
Haverá sempre alguém para dizer,
nem sempre alguém para ouvir.
E pra mim nem importa.
Pode ser que sim, pode ser que não.
A data vai ficar marcada,
a ausência vai ficar marcada,
O motivo eu já esqueci.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Não vale a pena ler !



O irônico de se trabalhar com internet é que você não tem tempo pra ela. Quer dizer, você tem todo o tempo pra ela, mas não para escrever em blog, falar merda no twitter ou postar fotos no tumblr. A única coisa que ainda dá pra levar é o Farmville, o Café World, Guitar Hero, G T A  e Miss Bimbo. Não estou reclamando, por óbvio. Estou onde eu escolhi estar e acho isso muito digno, mesmo que minha renda mensal seja 30% menos do que preciso. Mas isso é detalhe. Sou uma jovem balzaca desde que nasci agora beirando 30 anos e ainda tenho muito feijão pra comer e muito dinheiro pra ganhar. Pela primeira vez na vida eu tenho certeza que posso ser bem sucedida em alguma coisa e não tem nada nessa puta dessa vida que pague a sensação.
Porque escritor e jornalista ficar rico no Brasil, meu bem, eu também já acreditei nessa história.
Aí você, nobre leitor, se pergunta que raios de emprego é esse que eu tenho , já que passei boa parte dessa vida estudando, lendo, escrevendo e viajando. Bom, isso você só vai descobrir quando eu tiver um pouco mais de tempo e não tiver uma caixa de bis, uma barra de diamante negro e uma garrafa de coca-cola me esperando em cima da mesa. Eu quero contar como foi que quase estou me perdendo do jornalismo, já que fazem cinco anos que virei uma espécie de empresária de várzea, embora eu não ache empreendedorismo, informática e internet várzea mesmo.  E também preciso fazer uma carta linda pra Papai Noel, atrasadíssima, pois esse ano ele está sendo muito generoso comigo. De modo que não me abandonem.
 No mais, não liguem muito pro que eu falo, não julguem o que eu escrevo, não esperem coerência por aqui. Não pondero. Não seguro. Não espero. Por ora, só escrevo. Esse sempre foi meu eixo, desde em que os cadernos acabavam antes em cartas e bilhetes pra mim mesma. Um dia depois do outro só faz sentido pra quem está trabalhando a fim de abater os anos de condenação, e ficar mais próximo do dia em que um juiz assinará a sua liberdade condicional.  Pois meu sonho continua sendo encontrar o gênio da lâmpada mágica que me transforme em alguém que don’t give a damn e pule telhados com uma capa preta azul e de cetim, como quem tem uma segunda, terceira ou quarta vida e todas as chances de ser feliz para sempre.

Caio por aqui


Nós tínhamos uma coisa que chamo de 'identificazzione di una donna'. 
Era uma aproximação de alma que rolava comigo, com você (...) 
pessoas sensíveis, que têm uma alma parecida. 
As coisas que a gente escolhia para enxergar nesse mundo 
eram parecidas. 
Apontávamos para os mesmos lugares..."

Caio Fernando Abreu

domingo, 9 de maio de 2010

Em todos teus dias, Poesia !

Nascemos assim: você me enxergava como poesia do meu pai, e ele dividia o amor entre duas mulheres. Por gostar tanto dessa coisa de letras que se enfeitam, você quis que o meu coração fosse de mel e de melão enquanto eu ainda era um grão de indiazinha na areia da praia. 

Meu coração batia. Suelen, su, Suzana iam se formando para amar você. Entre tudo o que você cantarolava com essa voz doce, eu ia dançando quietinha ao teu lado naquela parte em que o violão falava por nós duas. E éramos e somos aquilo que se chama de par. Parceiras. Disputando a atenção, as letras de um homem. O mais especial, o mais poético. O que me deu a Coleção do Machado. Cada uma em seu tempo, em seu jeito explosivo. Água, terra, fogo e ar, juntos. Juntas. 


É que eu não queria te falar de admiração, de gratidão, de afinidade. Nada disso cabe em nenhuma das letras que por ventura venham aparecer por aqui. Nada. Nada é capaz de explicar um milésimo do que você é, do que somos nós. É coisa de sentir, de amar, aquilo que você sabe tão bem e me passou como legado quase artístico. É uma arte te amar, é sempre o meu melhor texto, a minha maior sintonia.

Mas, me deixa voltar a música antes que você abra mais uma vez a porta do quarto e sonolenta diga: Mana, você ainda tá aí? É dela que eu quero falar, é no ritmo dela que eu quero que você acompanhe as próximas letras.

Entre sins e nãos, o meu maior amor é você.



Por todas as vezes que você pediu que escrevesse sobre ti, e para ti, por todos eu te amos que já me disseste, por todo o amor que colocou na minha vida,
Por todas as noites que me deixou escrever atè tarde, por todas as agendas, cadernos, canetas coloridas que me deste, e a maquina de escrever que tanto sinto saudades...
Pelos conselhos e motivos cuidadosamente escolhidos como os mais sensível  e sensatos que me mostras pra enfrentar minha racionalidade, hoje quase que inexistente vendo te com esses olhos de  menina apaixonada.
Muito Obrigada Maezinha!
Meu respeito, e meu amor eterno...


esse dia e em todos os outros...poesia

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Do saber, que ser quem sou...



Tantos me decifram e nem eu me sei. Os horóscopos, os tarôs,  e até o meu nome há quem nomeie!  Fora todos os outros que me julgam e me sabem. Eu sou a que menos sei de mim.
Mostrem as minhas virtudes e os meus defeitos. Apontem um caminho e me coloquem defronte a um espelho de julgamentos e vaidades. Para que eu possa finalmente ver minha imagem e dizer com absoluta certeza que estão todos errados.
Não há imagem que me seja familiar e nem face que não seja minha.
Eu sou o que todos são para o que é ser além do corpo.
Não tenho corpo. Ninguém se sabe, mas todos sempre julgam saber do outro.

Eu sou amor, e só ele me guia,

Buenas noches !

LIE

Não fui criada esperando um cavalheiro em um cavalo branco... aliás,a vida das donzelas que se casam com tais cavalheiros é viver dentro de castelos gelados,terminando uma blusa de crochê e escolhendo o que será servido no jantar,para seu marido e seus seguidores ( capangas,conselheiros e etc)... afinal, o cavalheiro não haveria de ser perfeito.
Já tive a honra de dividir alguns anos da minha vida com um quase cavalheiro... pelo menos sabia disfarçar bem os erros cometidos.. e tive tambem a honra de dividir alguns dias com um cavalheiro corrompido.

Mas logo eu, logo eu Suzaninha, tu ves como sou?
Logo eu que amo vulcão... furacão...tornado... tsunami...fim do mundo.. Rock and roll, e,  tragédias naturais me atraem.
E quase me senti comovida pelo furacão Suzana , poderia ser com Cedilha não?.. eu concordaria plenamente afinal até o Cedilha conseguiram colocar no lugar certo!

Mas eu falava de que afinal?..
Romance?
Amor?
Aquela coisa de construir uma vida junto e ZZzzzZzz?
Ah.. esquece isso.

É tudo uma grande mentira contada para que as pessoas acreditem não estarem sozinhas.

Mas uma pessoa não está sozinha.

Se ela tem amigos.
E amigos não se pede emprestado.. não se rouba de ninguém para aumentar o numero da agenda do celular...

O que eu realmente quero?

Um sonho de uma noite de inveno,aos versos, ao som, de So sally cant wait na banheira.



Boa noite,
Durmam bem, eu sou mesmo uma bruxa má.

terça-feira, 4 de maio de 2010

A paz que me deu...


Dizem que para olhar o mar é preciso silêncio.
Mas o que talvez ninguém perceba é que silêncio se faz com o mar.
O mar faz o silêncio da praia.
As ondas batendo na areia calam todas as vozes, todos os passos, todos os sons.
A praia fica muda, nasce uma certa paz.
Uma paz secreta, meio escondida.
Não se escuta nada, tudo fica parecendo um pedaço do céu,
aquele céu que nos prometem desde o começo.
Aquele céu que nos prometem, ele existe na praia.
Naquela praia, naquele dia na praia,
naquele beijo  que você me deu, na praia, perto do mar, com os olhos, 
 Em silêncio...

Ela sabe.

Enquanto Peter se mordia de ciúmes, Suzana dançava e escorregava pelas paredes, como água, deslizava pelo chão e rodava, rodava....
Enquanto Peter estava preocupado demais em manter a situação sob controle, a doce Suzana discretamente tão solta podia tocar as estrelas.
Mas Peter sendo o grande homem que era, possuía alguns defeitos imperdoáveis na situação. Ele era auto-suficiente demais, convencido demais e achava que poderia se garantir em qualquer situação derrotando os inimigos..
Mas a doce Suzana que nunca teve nada de doce, descobriu o doce nos braços do inimigo e a azia de estar com quem a queria tão bem porém no chão .
E enquanto Peter aprisiona o corpo de Suzana por acaso, sua mente voa longe para onde se condena. E quanto mais alto você voa, maior será sua queda.

E Suzana sabe.
Ela sabe que a queda é quase que inevitável...

Mas ela insiste em dizer que não.


Eu sei."




segunda-feira, 3 de maio de 2010

A paz de estar...

As vezes dormir uma noite inteira faz com que eu tenha sonhos criativos,mas se eu fosse esperta o suficiente ou talentosa o necessário para reproduzir alguns sonhos talvez eu estivesse rica (apenas forma de falar,a arte ainda que tenha seus lucros não é tudo para os amantes dela).
Foi divertido sonhar que as ondas do mar tinham um formato,e o que eu mais me lembro foi quando elas se transformaram em cavalos,vinha como onde,mas era cavalos correndo.Eu ria,ria e me lembro quem estava comigo.Se eu fosse fã de Harry Potter diriam que eu estava alucinando nas magias muito loucas,mas não.

É fato que a vida é uma só.As pessoas cultivam sonhos diferentes e eu já me deixei perder muitas coisas para não perder pessoas... mas no fundo,eu dessa vez sou alguém que não quer prender ninguém,porém menos ainda ser coadjuvante do sonho de alguém que diz ser real.
Tudo bem se as vezes a estrada se divide em duas pistas.
Se outra pessoas não sabem conciliar as coisas e olhar pra si próprio ... em vão ,não serei eu a perder mais alguma coisa por isso.

Os cavalos de água eram lindos.
Ocorreu um erro neste gadget