segunda-feira, 30 de maio de 2011

"O dia mente a cor da noite
E o diamante a cor dos olhos
Os olhos mentem dia e noite a dor da gente"



O anjo mais velho - O Teatro Mágico

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Eu  também acho no mínimo estranho uma moça de 29 anos escutando Toquinho e Cartola com a intimidade de quem escuta " Quem quer pão? Pão, pão,pão...."
Eu cresci diferente, minhas brincadeiras eram diferentes, minhas musicas e meus amigos eram diferentes. Resumo da história, continuo diferente, para não falar estranha que soaria pejorativo ou sarcástico.
No entanto não uso desses argumentos para me classificar como melhor ou pior, diferente cada um classifica como quiser e agora ouvindo as músicas que gosto lembro que meu pai falou uma vez que eu já nasci velha, e tampouco pensem que a finalidade era me desmerecer com aquela frase, e na verdade nem sei o que fez ele chegar  a essa conclusão, se eram pelas músicas que eu gostava de ouvir, ou do modo como eu me vestia, ou das pausas e pontuações corretas cuidadosamente usadas em tudo que eu lia e falava ou do meu mau humor.
Mas já fui bem pior e bem melhor.
Já falei mais corretamente, e já fui tão azeda o quanto vocês não podem imaginar.
Não é mentira que a tristeza faz render, uma dor de amor por exemplo.
Pra bom entendedor meia palavra basta e eu não tenho nada pra me queixar nesse momento, não tenho nenhuma dor, nenhuma briga e nada tão latente que me renderiam parágrafos e parágrafos nesse blog como já o fiz.
Os músicos rejeitados foram os que fizeram as melhores musicas que existem. Os romances mais dramáticos tem mais impacto e vou ficar devendo essa pra vocês.
Aos meus inimigos tenho que pedir desculpa mais uma vez, e não será dessa que lhes darei o presente de sorrir com uma flechada errada do cupido.
Então uma canção do Cartola rendeu umas linhas, infelizmente não o bastante pra correrem e enviarem mensagens, email ou comentários anônimos, mas, estamos aí , pro que der e vier!
Ocorreu um erro neste gadget